Comprar Ingressos

MÚSICA

André Abujamra: As 9 faces do Sr. Abu

André Abujamra: As 9 faces do Sr. Abu

03, 10, 17 e 24.06.19: segundas às 20h

Com toda sua bagagem, André Abujamra apresenta, neste novo show no palco do Centro da Terra, um passeio sonoro pelas diversas fases da sua carreira. A cada show, um tour pela trajetória multifacetada do artista, contemplando músicas mais antigas, como "Alma Não Tem Cor", "O Mundo", "Imaginação", "Elevador", "Duvião", até as mais recentes, como "O Mar" e "Real Grandeza", do último disco solo "Omindá"; e, com certeza, uma versão acústica do novo hit do Turk "Dois Chás para o Duzentos e Vinte e Dois".


ANDRÉ ABUJAMRA

Filho de um dos grandes atores do teatro brasileiro, Antônio Abujamra, André herdou do pai o talento e a necessidade em provocar a ordem vigente; em mais de 40 anos de carreira, se firmou como um dos grandes artistas criativos do Brasil. Multi artista, é cantor, compositor, guitarrista, percussionista, pianista, produtor musical (produziu mais de 60 trilhas para cinema), ator, diretor de teatro e cinema. Na década de 80, junto com Mauricio Pereira, formou a banda Os Mulheres Negras, denominada, por eles mesmos, como a terceira menor big band do mundo; produziam pop rock experimental com instrumentos eletrônicos e lançaram dois álbuns: "Música e Ciência" (1988) e "Música Serve pra Isso" (1990). Na década seguinte, 90, André Abujamra integrou a banda KARNAK, acompanhado de Marcos Bowie, Hugo Hori, Kuki Stolarski, Edu Cabello, Guilherme Kwasinski, Luiz Macedo, Paulo Gregori, Carneiro Sândalo, James Müller, Jeton, Lulu Camargo, Sergio Bartolo, Mano Bap, Lloyd Bonnemaison, Tiquinho, Zuzu e Juliano d'Horta Beccari; lançaram três álbuns: "Karnak" (1995) - considerado, pela revista americana Rolling Stone, entre os melhores lançamentos da década -, "Universo Umbigo" (1997) e "Estamos Adorando Tóquio" (2000), uma compilação com os melhores momentos ao vivo da banda, "Os Piratas do Karnak" (2003), e o pseudo-documentário "O Livro Multicolorido de Karnak" (2004). Já passou pela banda Gork e, atualmente, além de seguir carreira solo, com cinco trabalhos lançados, "O Infinito de Pé" (2004), "Retransformafrikando" (2007), "Mafaro" (2010), "O Homem Bruxa" (2015) e "Omindá" (2018), lançou, em abril de 2019, a Banda TURK, de rock-punk-anárquico. Como ator, já participou de vários longas, entre eles, "Sábado" (1995), de Ugo Giorgetti, "Durval Discos" (2002) e "É Proibido Fumar" (2009), de Anna Muylaert. Em trilhas sonoras, tem destaque os trabalhos para "Carandiru" (2003), "Bicho de Sete Cabeças" (2000), "2 Coelhos" (2012) e "Castelo Rá-Tim-Bum" (1999).

MÚSICA

Kastrup: Feminino Fatorial suspenso - será reagendado

Kastrup: Feminino Fatorial

MÚSICA

Juçara Marçal: Encarnado Acústico suspenso - será reagendado

Juçara Marçal: Encarnado Acústico

CINEMA

Thais Fujinaga em curtas suspenso - será reagendado

Thais Fujinaga em curtas

DANÇA

À mesa suspenso - será reagendado

À mesa

CINEMA

Caroline Biagi em curtas suspenso - será reagendado

Caroline Biagi em curtas

DANÇA

Marina Abib: a Cabra suspenso - será reagendado

Marina Abib: a Cabra

DANÇA

Núcleo Corpoesia: Útero Substantivo Masculino suspenso - será reagendado

Núcleo Corpoesia: Útero Substantivo Masculino

DANÇA

 Núcleo Cinematográfico de Dança: descabido suspenso - será reagendado

Núcleo Cinematográfico de Dança: descabido