Comprar Ingressos

MÚSICA

Livia Nery convida Luiza Lian: Beco do sossego

Livia Nery convida Luiza Lian: Beco do sossego

18.02.20: terça às 20h

Livia Nery, cantora e compositora baiana, lançou em junho de 2019 seu primeiro disco de carreira, “Estranha Melodia”. Produzido por ela e Curumin e distribuído pelo selo Máquina de Louco, do Baianasystem, o álbum teve uma receptividade muito positiva com o público e a crítica.


Estranha Melodia tem 13 faixas, a grande maioria de autoria de Livia e uma releitura de Evinha (ex-Trio Esperança), em "Vinte Léguas". É um percurso que sai de uma Bahia brejeira para a cidade grande.


"Beco do Sossego", música composta por Livia, sintetiza uma faceta possível da caminhada artística que está sendo trilhada por ela. Um lugar de serenidade, intimidade, um "quartinho do som e máquinas" levado ao palco. Por isso “Beco do Sossego” dará nome a este show, com um tom de minimalismo da máquina e organicidade de instrumentos e voz.


Esta ideia conserva o instrumental de sampler, loopings e sintetizadores, que sempre foram os companheiros de estrada. No início do seu trabalho, Livia se apresentava apenas com os eletrônicos, preenchendo o palco com uma sonoridade peculiar. Hoje, acompanhada de Aline Falcão (teclados), João Deogracias (baixo e synth) e Bruno Marques (bateria e MPC), suas músicas ganharam corpo e o show de “Estranha Melodia” já passou por São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Porto Alegre.


Voltar ao “Beco do Sossego”, onde os aparelhos iniciais se tornam novamente os companheiros de palco, é a apresentação especial que o Centro da Terra vai receber no próximo dia 18 de fevereiro.


Para unir forças femininas e autênticas, Livia Nery convida para esse refúgio outra cantora e compositora, sendo que paulista, Luiza Lian. Parceiras de sonoridades e mistérios, Livia e Luiza dividiram o palco pela primeira vez em uma Festa de Iemanjá, 2 de fevereiro, em Salvador.


O trabalho de Luiza, que mistura também o eletrônico com o cancioneiro brasileiro, com um importante adicional imagético e visual, é para Livia uma inspiração dentro do universo poético de um “Beco do Sossego” que se encontra com o concreto e o cosmopolita de São Paulo.