Ingressos Como apoiar

MÚSICA

Clima: Ride, Palhaço!

Clima: Ride, Palhaço!

05.11.19: terça-feira às 20h

“RIDE, PALHAÇO !”  é uma performance/show do artista plástico e compositor CLIMA (Eduardo Climachauska). A performance envolve um cantor lírico (GIOVANNI TRISTACCI) representando um pierrô e de outro lado um duplo seu, um outro pierrô, representado pelo próprio Clima. Numa ação tragicômica, ao som da ária “Vesti la Giubba” - da ópera “Pagliacci” de Ruggero Leoncavallo - com ameaçadores quadros de luz, banheiras suspeitas, compridos fios de cobre e muita fumaça, uma ação inesperada ocorre entre os dois pierrôs. A platéia é convidada a participar desde o início, numa ação combinada. Em seguida acontece um show com o próprio CLIMA (voz, guitarra), RODRIGO CAMPOS (guitarra) e SÉRGIO MACHADO (bateria) executando canções do mais recente álbum de Clima, “ La Commedia é finita”, além de canções de seu álbum anterior, o “Monumento ao Soldado Desconhecido”.


EDUARDO CLIMACHAUSKA (CLIMA)

É artista plástico, cineasta e compositor.

Nascido em 1958, vive e trabalha em São Paulo. Formado em cinema pela Escola de Comunicações e Artes da USP (1976-1980), vem realizando exposições, filmes e vídeos exibidos em importantes museus, instituições culturais e galerias de arte no Brasil e no exterior. Como compositor, tem mais de cem canções gravadas por nomes como Elza Soares, Gal Costa, e Mariana Aydar entre muitos outros. É parceiro constante de Romulo Fróes e Nuno Ramos e tem parcerias com nomes como Jards Macalé, Rodrigo Campos, Kiko Dinucci, Thiago França, Guilherme Held, Marcelo Cabral, Cacá Machado e vários outros. Como artista solo, gravou dois álbuns: “Monumento ao soldado desconhecido”, de 2016 e “La commedia é finita” de 2019.


GIOVANNI TRISTACCI

Estudou em escolas de música, como a Chapelle Musicale Reine Elizabeth (Bruxelas - Belgica), Centro de perfeccionamento Placido Domingo (Valência- Espanha) e Conservatorio del Liceu ( Barcelona – Espanha). Além de ser bacharel em música pela UFRJ. Integrou o elenco da ópera “O Cientista”, do compositor Silvio Barbato, o elenco da ópera Gianni Schicchi, e em 2011 atuou em um Concerto de Gala em Bruxelas, Bélgica ao lado do barítono Jose van Dam. Participou também das temporadas do Teatro São Pedro, em São Paulo e do Theatro Municipal de São Paulo. Em 2012 foi solista da Nona sinfonia de Beethoven, acompanhado pela orquestra Sinfônica da Bélgica, e em 2013, foi solista com a Orquestra Filarmônica de Luxemburgo. Apresentou-se ainda no Festival de ópera do Amazonas, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e no F estival de ópera de Belém entre outros.  Destaca-se ainda sua atuação na música de câmara, com recitais em grandes salas como o Palácio de Belas Artes da Bélgica (BOZAR).


RODRIGO CAMPOS

Compositor e instrumentista, iniciou sua carreira na música tocando cavaquinho e percussão nas rodas de samba de São Mateus, na periferia de São Paulo (SP), onde cresceu. Essa vivência abriu caminho para seu primeiro trabalho solo, São Mateus Não É um Lugar Assim Tão Longe (2009), disco predominantemente de sambas. Em 2012, lançou seu segundo álbum, Bahia Fantástica, no qual abre os horizontes e explora o amplo universo da música brasileira, indo até o soul americano. “Conversas com Toshiro” e “Sambas do Absurdo” os álbuns seguintes confirmam a importância do trabalho de Rodrigo na música brasileira atual. Paralelamente à sua carreira solo, Campos participa de outros projetos: colabora como compositor, arranjador e instrumentista no trabalho de nomes como Tom Zé, Elza Soares, Criolo, Juçara Març ;al, Vicente Barreto e Emicida. Além disso, é integrante do Passo Torto, projeto que já possui três discos lançados e é desenvolvido em parceria com Kiko Dinucci, Rômulo Fróes e Marcelo Cabral.


SERGIO MACHADO

Bateirista brasileiro, parceiro do Metá Metá, Clube da Encruza, Tulipa Ruiz, Criolo, Racionais, Sergio Machado vem de uma escola de grandes músicos: já tocou com Raul de Souza, Laércio de Freitas, Toninho Horta, Proveta, Siba, etc. Em 2017 lançou seu primeiro álbum, “Plim”, com participações como as de Criolo, Tulipa, Kiko Dinucci, Thiago França, Netão e Antonio Loureiro e lançado no Nublu Jazz Festival, em São Paulo.


Ficha Técnica

CLIMA - performance, voz, guitarra

GIOVANNI TRISTACCI - tenor, performance

RODRIGO CAMPOS - guitarra

SÉRGIO MACHADO - bateria


Duração: 60 min

CINEMA

ATÉ QUE A SBÓRNIA NOS SEPARE 18 e 25.05.2022

ATÉ QUE A SBÓRNIA NOS SEPARE

DANÇA

Mariana Molinos: Ciclos para Desvio 19, 20, 26 e 27.05.22, quintas e sextas às 20h

Mariana Molinos: Ciclos para Desvio

MÚSICA

Kiko Dinucci: Pocas 9, 16, 23 e 30.05.22, segundas às 20h

Kiko Dinucci: Pocas

MÚSICA

Morris: HMCC Trio + 31.05.22, terça às 20h

Morris: HMCC Trio +

MÚSICA

d'águas 06, 13, 20 e 27.06.22, segundas às 20h

d'águas

MÚSICA

Amarelo: síntese e máquina 07.06.22, terça às 20h

Amarelo: síntese e máquina

MÚSICA

Sessa 14.06.22, terça às 20h

Sessa

MÚSICA

OLYMPYC: Submerso 21.06.22, terça às 20h

OLYMPYC: Submerso

CURSO

Mariana Taques: aulas de dança terças, 10h às 12h

Mariana Taques: aulas de dança

CURSO

Preto Vidal: Núcleo teatral sábados, 10h às 12h

Preto Vidal: Núcleo teatral

CURSO

Grão do centro da terra: ARTE para crianças sextas, 9h às 11h OU 15h às 17h

Grão do centro da terra: ARTE para crianças

CURSO

Malu Maria: cantoterapia quartas, 10h às 12h

Malu Maria: cantoterapia

CURSO

MARIA AMELIA: DANÇA DO VENTRE terças, 15h às 16h30

MARIA AMELIA: DANÇA DO VENTRE