Ingressos Como apoiar

DANÇA

MALU AVELAR: 1300° QUAL É A SAÚDE DE UM VULCÃO?

MALU AVELAR: 1300° QUAL É A SAÚDE DE UM VULCÃO?

01, 02, 15 e 16.06.23, quintas e sextas às 20h

1300° (qual a saúde de um vulcão?) se dá pela sobreposição subjetiva das formas piramidais presentes em formações vulcânicas e no modelo de estratificação social. Comparações entre processos vulcânicos e estruturas e normas humanas como, por exemplo, quais processos de atrito e destruição compõem ciclos de saúde, levantam imaginários e provocações que vão sendo respondidas em cena pela artista através de intensas propostas corporais.

Viver tais processos vulcânicos como modo de propor um processo de descolonização do corpo que vai além da concepção de humanidade. E trazer essas energias vulcânicas e o viver a argila como orientação possível para encontrarmos a saúde através da destruição. Destruição como um meio.

O espetáculo se afasta da noção de cura no sentido de que ele está colocado como processo de saúde e não como fim. Diversas mitologias tratam do barro como matéria de formação humana, formação da forma humana. 1300° trata o humano como o caco, como potência viva da matéria destruída. A artista nos entrega um movimento que vem da carne e que se conecta com o espiritual, o que ,para ela, é a missão do corpo que se propõe a dançar.

Malu Avelar é artista interdisciplinar e arte-educadora. Nascida e criada na cidade de Sabará (MG), teve sua formação artística em Belo Horizonte na escola CEFAR (Centro de Formação Artística do Palácio das Artes) e no Grupo Jovem Compasso. Atualmente reside na cidade de São Paulo. Suas obras têm como fundamento a dança e pesquisas corporais voltadas ao pensamento da descolonização do corpo. Entre suas últimas obras estão as parceirias ‘Reverb’ com coreografia de Malu Avelar e Mário Lopes; ‘Orbital” dois filmes realizados em parceria com a artista visual Ana Paula Mathias (obra que teve sua última exibição no Konsthallen Kultutens Hus (Luleå-Suécia) em Maio de 2022); a pesquisa e performance 1300° (Qual é a saúde de um Vulcão?) com estreia no Teatro de Contêiner Mungunzá (São Paulo- abr/22), tendo circulado também na Konsthallen Kultutens Hus (Luleå-Suécia) em Maio de 2022. A obra relacional e instalativa “Sauna Lésbica” que teve sua primeira edição no segundo programa de residência artística do Festival Internacional Valongo (Santos/2019) e a sua segunda edição na Residência Vila Sul -Goethe-Institut Salvador-Bahia (2020).

ficha técnica;

Pesquisa: Malu Avelar

Direção e Concepção: Malu Avelar 

Coreografia: Malu Avelar

Provocações: Mário Lopes e Diane Lima 

Provocadora Dramaturgica: Grace Passô

Preparação Vocal: Rodrigo Reis

Pilates: Mariana Martins 

Direção Musical: Felinto 

Iluminação: Paloma Dantas

Cenografia: Eliseu Weide 

Figurino: Eliseu Weide 

Ceramista: Carolina Delleva

Fotografia: Sergio Fernandes

Produção e realização: Alakoro Produções

MÚSICA

PEDRO PASTORIZ: REPLAY 23.04.24, terça às 20h

PEDRO PASTORIZ: REPLAY

MÚSICA

PEDRO GALIZA: EXISTE ALGO QUE NOS ACONTECE AGORA 18, 19, 25 e 26.04.24, quintas e sextas às 20h

PEDRO GALIZA: EXISTE ALGO QUE NOS ACONTECE AGORA

MÚSICA

RODRIGO CAMPOS, ROMULO FRÓES E THIAGO FRANÇA: 3 NA RIBANCEIRA 08, 15, 22 e 29.04.24, segundas às 20h

RODRIGO CAMPOS, ROMULO FRÓES E THIAGO FRANÇA: 3 NA RIBANCEIRA

MÚSICA

ANNA VIS E JEANNE CALLEGARI: FOGO FOGO 30.04.24, terça às 20h

ANNA VIS E JEANNE CALLEGARI: FOGO FOGO

DANÇA

CLEROUAK E GRANATO: BLUES 02 e 03.05.24, quinta e sexta às 20h

CLEROUAK E GRANATO: BLUES

MÚSICA

ROMULO ALEXIS: ENSEMBLES CRIATIVOS 06, 13, 20 e 27.05.24, segundas às 20h

ROMULO ALEXIS: ENSEMBLES CRIATIVOS